Fique Ligado
Capa 3 Destaques 3 Assassino do turista mineiro é preso em Castelo

Assassino do turista mineiro é preso em Castelo

Marlon Andrade, 18 anos, confessou hoje ser o assassino do turista mineiro da cidade de Ponte Nova, Carlos Alberto Junior, 38 anos, morto com um tiro no rosto, na tarde de segunda, 04. Ele foi preso na tarde de hoje em Castelo. O comparsa dele conseguiu escapar da polícia.

De acordo com o investigador da Polícia Civil, Paulo Lascosques, a polícia chegou ao criminoso após uma ligação anônima. “Recebemos uma denúncia de que se tratava de um elemento de Castelo, entramos em contato com a delegacia de lá e o policial civil, Ivan, fez a prisão dele. Ele tentou fugir pulando no rio, mas logramos êxito. Ele foi encaminhado para a a delegacia daqui e o delegado Milton Sabino pediu a prisão temporária dele e a justiça imediatamente expediu” ressaltou Paulo.

Veja vídeo da confissão:

Paulo ressaltou que Marlon confessou ter efetuado o disparo que matou Carlos Alberto e que foi uma tentativa de assalto. Segundo o investigador, Marlon disse que a vítima tentou lutar com ele e com medo, nervoso, acabou esbarrando na arma que disparou. Marlon queria o cordão da vítima para trocar por pedras de crack, ele também confessou ser dependente químico.

A Reportagem conversou com Marlon e ele confessou ter matado o turista mineiro. Disse oportunamente que veio para Piúma para dar umas voltas, negou que tivesse vindo cometer assaltos, mas a Polícia confirmou que Marlon teria vindo com esse propósito. Após confessar a polícia, o homicida falou com a reportagem que não queria ter matado Carlos e que se arrepende, mas não pode voltar atrás do que já foi feito. Disse também que a arma não era dele, era do comparsa que conseguiu fugir na hora da prisão. “Eu vim para cá para dar um rolé, dar umas voltas. Fui eu quem matei, eu me arrependo muito”, confessou.

Essa não é a primeira vez que Marlon é preso, ele já esteve preso acusado de tráfico de drogas e pagou a pena de seis meses de prisão. Perguntado quando começou na vida do crime, ele disse; “Aos 16 anos. Minha família nunca apoiou isso não, eu tive preso e tudo por tráfico de drogas. Mas essa foi a primeira vez que matei uma pessoa. Eu não sou bandido, nem levei o cordão, fiquei nervoso quando a arma disparou. Eu não queria atirar nele não, eu não queria. Eu atirei, não foi por querer. A arma disparou na hora que o cara relutou. Ele veio para cima de mim, esbarrou no revólver e o canhão disparou”, contou.

Marlon após ser ouvido pelo delegado foi conduzido ao Centro de Detenção Provisória – CDP de Guarapari, onde ficará a disposição da justiça, à espera de julgamento.

Fonte: Luciana Maximo / Piúma-ES

6 comentários

  1. É revoltante…

  2. vcs tem que entender que atrás disso a uma família rrevoltada com acontecimento esse muleque assassino é mofar até morrer na cadeia!

  3. Assassino moleque! Matar os outros a toda vai trabalhar e comparar suas drogas atrás disso tem realmente uma família sofrendo tentando se conformar porque aconteceu foi um fato fora do normal um homem batalhador carteiro queimava no sol pra ter esse fim?? Pivete de quinta ! Quero que vc viva pois vc morrer sem sofrer nao vai valer nada morre na cadeia ! Que tenha pena maxima!

  4. Infelizmente lá se vai mais uma vida, um cidadão do bem…
    Todos nós perdemos uma pessoa do bem.
    Força à família neste momento triste.

  5. Não levou o cordão e foi morto. Se tivessem levado teriam matado de qualquer jeito, a humanidade está fria , homens cruéis que não valorizam a vida.

  6. Sem o consolo pra familiares e amigos, ao menos, a Polícia o prendeu em pouco tempo e há a confissão.

    Agora é o momento de assegurar que seja condenado, pois no Brasil o processo penal só inicia-se após a conclusão do inquérito. O que dizer que o Ministério Público ainda terá que trabalhar pela condenação no juri.

    Quem julgará este sujeito é o próprio povo!
    Que seja condenado aos 20 anos de prisão, afora a cumulação das penas referentes aos outros crimes que cometeu.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Required fields are marked *

*


sete − 3 =

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Scroll To Top